domingo, 4 de julho de 2010

Como funcionam os discos Blu-ray


Em 1997, surgiu uma nova tecnologia que trouxe o som e o vídeo digitais para todo o mundo. Ela se chamava DVD e revolucionou a indústria do cinema.
Após o surgimento de vídeos emHD, os filmes exigiam que um novo formato de mídia fosse criado para suportar algumas horas nessa densidade de dados.
Para atender a esta demanda, a tecnologia Blu-Ray, foi desenvolvida, inicialmente a indústria apresentou o DVR Blue, que foi aprimorado, até que em fevereiro de 2002 foi renomeado para Blu-Ray.
Com sua grande capacidade de armazenamento, os discos Blu-Ray podem guardar e reproduzir enormes quantidades de vídeo e áudio em alta definição, assim como… fotos, dados e outros conteúdos digitais.
O consórcio Blu-ray Disc Founders, formado pelas companhias responsáveis pela criação do projeto e outras que se interessaram posteriormente, como a Sony, Pionner, LG, Dell, Philips, Samsung e 20th Century Fox, foi criado para aprimorar esta tecnologia.
Além de armazenar mais informação e ter uma taxa de transferência superior a de um disco de DVD, ainda é mais resistente a riscos e obstruções por sujeira.
Discos de 100 GB
O novo formato é capaz de armazenar 25 GB de informação com uma camada simples e 50 GB com duas camadas, mas existem modelos de 100 GB, com quatro camadas, e projetos para capacidades ainda maiores.
Os discos Blu-ray têm praticamente as mesmas dimensões de um disco de CD ou de DVD, mas armazena muito mais informações. Nos dispositivos de DVD, o feixe de laser para leitura e gravação, tem a cor vermelha.
No laser azul-violeta, do Blu-ray, o comprimento de onda é menor. Graças a isso, o feixe de laser pode focalizar os pontos de informação e dados gravados no disco com maior precisão, permitindo que eles sejam menores, assim, sendo menores cabem mais pontos de dados no disco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário